Nossos amigos!

videos

Loading...

FENOMENO= BEBË com marcas no corpo

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Um vilarejo no Daguestão, sul da Rússia, vira centro de peregrinação depois que a notícia de que um bebê trazia na pele os versos sagrados do Corão se espalhou.

Leer Completo...

filhas de OBAMA NAO SERAO VACINADAS CONTRA H1N1


Filhas do presidente Obama em idade escolar não foram vacinados contra o vírus da gripe H1N1. White House Press Secretary Robert Gibbs diz que a vacina não está disponível para eles com base em seu risco.

Os Centros de Controle de Doenças recomenda que crianças com idades entre 6 meses e os 18 anos de idade recebem uma vacina contra o vírus da gripe H1N1. Neste momento só as crianças com doenças crônicas estão recebendo a vacina porque seu sistema imunológico não é forte o suficiente para combater a tensão. O CDC também diz que uma vacina contra a gripe sazonal normal não protege contra o vírus.

FONTE http://whitehouse.blogs.foxnews.com/2009/10/08/first-daughters-not-vaccinated-against-h1n1/
Leer Completo...

Cratera de 20 m na Letônia pode ter sido feita por meteorito


Uma cratera de 20 m de diâmetro e dez de profundidade foi aberta com a queda de um meteorito na Letônia
26 de outubro de 2009
Foto: AFP

A agência oficial de notícias russa RIA Novosti afirmou nesta segunda-feira que um meteorito caiu na noite deste domingo no norte da Letônia, abrindo uma cratera de 20 m de diâmetro e dez de profundidade. Segundo informações das autoridades locais, o meteorito caiu em uma fazenda no arredores da localidade de Mazsalaca, junto à fronteira com a Estônia. Ninguém ficou ferido.

As autoridades locais, que inicialmente não sabiam se a cratera havia sido aberta por um meteorito ou pelo pedaço de um satélite artificial, isolaram o lugar em que o corpo celeste caiu.

"O mais provável é que se trate de um meteorito de ferro com um um diâmetro de aproximadamente um metro e uma massa de várias toneladas", disse à RIA Novosti Vladimir Svetsov, do Instituto de Dinâmica de Geosferas da Academia de Ciências da Rússia.

O cientista explicou que os meteoritos de rocha não chegam à superfície da Terra, já que se desintegram no contato com a atmosfera. "Se o corpo celeste (que caiu na Letônia) fosse um satélite (artificial), este teria que ser de extrema solidez. Do contrário, teria se destruído no ar", acrescentou o especialista. Svetsov destacou que meteoritos de um metro de diâmetro colidem com a Terra uma vez ao ano.


fonte http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI4062664-EI238,00-Meteorito+abre+cratera+de+metros+de+diametro+na+Letonia.html

Leer Completo...

Governo brasileiro apóia esperanto na comunicação internacional


O presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva, deu a Cláudio Soares Rocha, Diretor de Documentação Histórica da Presidência da República, a tarefa de expressar ao presidente da Associação Mundial de Esperanto (UEA), Dr. Probal Dasgupta, os votos de que um dia o Esperanto seja aceito como língua de comunicação entre as nações

A manifestação veio em resposta à carta do Presidente da UEA dirigida à conferência de cúpula do chamado grupo BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), ocorrida em 16 de junho em Ecaterimburgo para discutir a crise econômica mundial. Entre outros temas, os chefes de governo dos quatro países discutiram o lançamento de um novo sistema de divisa internacional.

Sobre este aspecto, porém, não chegaram a um entendimento. O Dr. Dasgupta propôs em sua carta que as quatro “nações promissoras para o futuro” trabalhem para acabar não apenas com os privilégios monetários mas também com os privilégios linguísticos. O uso internacional do inglês – na opinião do linguista Dasgupta – fortalece a posição de apenas alguns países privilegiados.

Em nome do Presidente Lula, Cláudio Soares Rocha agradeceu ao Dr. Dasgupta pela preocupação com a equidade nas relações internacionais e expressou sua admiração pelos esforços que os esperantistas do mundo inteiro dedicam à difusão cada vez maior do Esperanto. E destacou: “Ansiamos para que, de fato, algum dia, o esperanto possa ser aceito pela maioria das nações como língua adotada para facilitar a comunicação sem privilégios linguísticos. (…) estamos de acordo com o valor do idioma propagado por sua associação. (…) Sabemos que, na história da Humanidade, línguas impuseram-se em consequência da hegemonia política, como o latim, o francês – em certa medida – e posteriormente o inglês.”

O apoio do Brasil certamente deverá se traduzir em ações práticas nos próximos meses nas Nações Unidas e na Unesco. A associação mundial de falantes de Esperanto trabalha para que as resoluções já proclamadas pela Conferência Geral da Unesco tornem-se muito mais concretas e que o ensino do Esperanto faça parte do compromisso dos estados-membros com relação à Década das Línguas, que está em lançamento. Os falantes de Esperanto veem nele um instrumento essencial para garantir justiça no campo da comunicação internacional e dos direitos linguísticos (www.linguistic-rights.org).

Para sua informação, segue o texto completo da carta:

A Probal Dasgupta

Presidente Universala Esperanto-Asocio Nieuwe Binnenweg, 176, 3015 BJ ROTTERDAM HOLANDA Senhor Probal,

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva incumbiu-nos de responder sua carta de 20.06.09, a ele endereçada, para agradecer-lhe a preocupação com a equidade nas relações internacionais, tanto no plano monetário como no linguístico.

Gostaríamos de transmitir-lhe nossa admiração pelo esforço que os esperantistas do mundo todo empreendem com vistas à difusão cada vez maior do esperanto, língua criada pelo doutor Lázaro Zamenhof como contribuição para o entendimento e a compreensão entre os homens.

Sabemos que, na história da Humanidade, línguas impuseram-se em consequência da hegemonia política, como o latim, o francês – em certa medida – e posteriormente o inglês. Ansiamos para que, de fato, algum dia, o esperanto possa ser aceito pela maioria das nações como língua adotada para facilitar a comunicação sem privilégios linguísticos.

Estamos certos de que a Associação Mundial de Esperanto continuará suas gestões junto às Nações Unidas para a progressiva elevação do papel do esperanto como língua internacional. Assim, não vemos necessidade de discutir o assunto, pois estamos de acordo com o valor do idioma propagado por sua associação.

Atenciosamente,

CLAUDIO SOARES ROCHA – Diretor – Diretoria de Documentação Histórica – Presidência da República Federativa do Brasil

http://www.uniaoplanetaria.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=287%3Agoverno-brasileiro-apoia-esperanto-na-comunicacao-internacional&catid=37%3Anoticias&Itemid=158&lang=br

“O Esperanto é a solução da idéia de Língua Internacional”. Albert Einstein




O esperanto é a língua planejada mais vastamente falada. Ao contrário da maioria das outras línguas planejadas, o esperanto saiu dos níveis de projeto (publicação de instruções) e semi-língua (uso em algumas poucas esferas da vida social). Suas regras fundamentais estabelecem critérios de expansão lógicos e naturais, de modo que a língua se enriquece continuamente, seja através dos usos que se faz dela, seja agregando conteúdos novos, que não existiam nos primórdios de sua existência.

Seu iniciador, Ludwik Lejzer Zamenhof, publicou a versão inicial do idioma em 1887 com a intenção de criar uma língua de muito fácil aprendizagem, que servisse como língua franca internacional para toda a população mundial (e não, como muitos supõem, para substituir todas as línguas existentes).

O esperanto é empregado em viagens, correspondência, intercâmbio cultural, convenções, literatura, ensino de línguas, televisão, transmissões de rádio e músicas em todos os ritmos. Alguns sistemas estatais de educação oferecem cursos opcionais de esperanto, e há evidências de que aprender a língua ajuda no aprendizado de outras línguas.


ESPERANTO É IDIOMA QUE UNE HOMOSSEXUAIS

O Esperanto é a uma língua internacional falada por pessoas em todos os continentes. Sua primeira gramática foi lançada pelo lingüista Lázaro Luiz Zamenhof.

A finalidade deste idioma é facilitar a comunicação internacional. Já existem diversas associações de diferentes setores da sociedade como os trabalhadores, cientistas, artistas etc... que usam o esperanto para integrar pessoas de diferentes nacionalidades. Uma destas associações é a Liga dos Homossexuais Esperantistas.

O estatuto da Liga dos Homossexuais Esperantistas (LSG) aprovado na Inglaterra em 1979 diz que o idioma a ser utilizado por esta Organização Não Governamental (ONG) é o idioma Esperanto.

Os princípios básicos da Liga dos Homossexuais Esperantistas estão baseados na Declaração Universal dos Direitos do Homem, na luta contra a discriminação lingüística e contra a discriminação aos homossexuais, aos falantes do esperanto e aos grupos esperantistas.

OBJETIVOS

Os objetivos desta associação são:

- Criar uma solidariedade internacional e incentivar colaboração entre seus membros, apoiando a ação pela divulgação do Esperanto e pela plena aceitação dos homossexuais na sociedade.

- Trabalhar pela eliminação da discriminação lingüística, informando à respeito do problema lingüístico mundial e sua solução através do uso do Esperanto nos meios homossexuais.

- Lutar pela eliminação da discriminação aos homossexuais, informando a respeito do significado e dos problemas dos homossexuais na comunidade dos falantes do esperanto.

OUTRAS INFORMAÇÕES

A Liga dos Homossexuais Esperantistas possui membros em dezenas de países. Todo o ano é realizado um encontro internacional, geralmente por ocasião dos Congressos Mundiais de Esperanto. Também é editado em jornal bimestral todo em esperanto e mantida uma página sobre a Liga dos Homossexuais Esperantistas na Internet. De maneira que para os homossexuais falantes do esperanto a barreira lingüística não é um empecilho para a comunicação internacional

http://br.geocities.com/johanobr/lsg.html
Leer Completo...

A verdade por trás da guerra no Afeganistão



.
Um dos mais notáveis aspectos na agenda presidencial de Obama é quão pouco foi questionado nos media o motivo porque o Pentágono dos EUA está comprometido na ocupação militar do Afeganistão. Há dois motivos básicos, nenhum dos quais pode ser admitido abertamente em público.
.
Por trás do enganoso debate oficial sobre quantas tropas são necessárias para "vencer" a guerra no Afeganistão, se mais 30 mil são suficientes ou se pelo menos 200 mil são necessárias, o objectivo real da presença militar estado-unidense naquele país da Ásia Central é obscurecido.
.
Mesmo durante a campanha presidencial de 2008 o candidato Obama argumentou que era no Afeganistão e não no Iraque que os EUA deviam travar guerra. A sua razão? Porque ele afirmava que era onde a organização Al Qaeda estava escondida e que era a ameaça "real" à segurança nacional dos EUA. Mas as razões por trás do envolvimento estado-unidense no Afeganistão são muito diferentes.
.
Os militares dos EUA estão no Afeganistão por duas razões. Primeiro para restaurar e controlar o maior abastecedor de ópio do mundo para os mercados da heroína e para utilizar as drogas como uma arma geopolítica contra oponentes, especialmente a Rússia. Aquele controle do mercado da droga afegão é essencial para a liquidez máfia financeira da Wall Street, corrupta e em bancarrota.
Geopolítica do ópio afegão.
-
De acordo até mesmo com um relatório oficial da ONU, a produção de ópio no Afeganistão ascendeu dramaticamente desde a queda do Taliban em 2001. Os dados da UNODC [United Nations Office on Drugs and Crime] mostram mais cultivo de papoula de ópio em cada um das últimas quatro estações de plantio (2004-2007) do que em qualquer ano durante o domínio Taliban. Agora é utilizada mais terra para o ópio no Afeganistão do que para o cultivo de coca na América Latina. Em 2007, 93% do opiáceos no mercado mundial tinham origem no Afeganistão. Isto não é acidente.
.
Foi documentado que Washington escolheu a dedo o controverso Hamid Karzai, um senhor da guerra pashtun da tribo Popalzai, há muito ao serviço da CIA, trouxe-o de volta do exílio nos EUA e criou uma mitologia hollywoodiana em torno da "corajosa liderança do seu povo". Segundo fontes afegãs, Karzai é o "Padrinho" do Ópio no Afeganistão de hoje. Aparentemente não é por acaso que ele foi e hoje ainda é o homem preferido de Washington em Cabul. Mas mesmo com compra maciça de votos, fraudes e intimidações, os dias de Karzai como presidente podem estar a acabar.
.
A segunda razão para os militares dos EUA permanecerem no Afeganistão muito depois de o mundo ter até esquecido quem é o misterioso Osama bin Laden e a sua alegada organização terrorista Al Qaeda, ou mesmo se eles existem, é como pretexto para os EUA construírem uma força de ataque com uma série de bases permanentes por todo o Afeganistão. O objectivo destas bases não é erradicar quaisquer células da Al Qaeda que possam ter sobrevivido nas cavernas de Tora Bora, ou erradicar um mítico "Taliban" o qual nesta altura, segundo relatos de testemunhas oculares, é constituído esmagadoramente de afegãos locais comuns a combaterem mais uma vez para livrar a sua terra de exé
-
O objectivo das bases dos EUA no Afeganistão é visar e ser capaz de atacar os dois países que hoje representam a única ameaça combinada no mundo de hoje a um império global americano, à Dominação de Espectro Amplo (Full Spectrum Dominance) como a chama o Pentágono.
-
O original encontra-se em www.globalresearch.ca/index.php?context=va&aid=15761
.
Este artigo encontra-se em http://resistir.info/ .



A verdade por trás da guerra no Afeganistão:
-
A guerra no Afeganistão - Geopolítica do ópio
por F. William Engdahl.
Leer Completo...

consequencias VACINA

VIDEO EM INGLES
MOSTRA MULHER COM SEQUELAS APOS TER TOMADO VACINA
Leer Completo...