Nossos amigos!

videos

Loading...

Masterplan, o plano para destruir a Igreja

terça-feira, 21 de abril de 2009

(jogo de cartas illuminatis lançado em 1995)

HISTÓRICO

Alguém 'esqueceu' em meu consultório médico um envelope grande, fechado. Como, passados dois meses, ninguém veio reclamá-lo, o abri para verificar quem seria seu dono.

O que encontrei foi uma grande surpresa: um Plano Mestre para destruir a Igreja. Não tinha assinatura nem endereço; apenas um plano rigoroso para destruir a Igreja de Cristo. Nele se afirma que mais de 1.300 comunistas se fizeram padres católicos, a fim de minar a Igreja por dentro, de implodi-la desde suas estranhas. Não sei se isto é verdade, mas não resta dúvida de que o Masterplan é uma obra-prima de incrível audácia, e se chegar a funcionar, poderá rachar os alicerces da Igreja Católica.


O Masterplan é diabólico. Afirma-se que já existem mais de 1300 padres católicos que realmente não são católicos e sim comunistas ordenados padres.

Esses, porém, não seriam os reais executores do Masterplan. Seus executores seriam os realmente católicos que se deixam enganar. Os bons bispos, os bons padres e as realmente boas freiras, que se deixam embaucar com o slogan do 'amor ao próximo'.

O Masterplan reconhece que, de todas as Igrejas ditas cristãs, o bloco mais firme, aquele que dá sustentação a todas, é a Igreja Católica. Por isso, no dia em que ela desmoronar, as demais virão abaixo por si mesmas.

No ano de 1980 - segundo o Masterplan - deveria estar implantada no mundo inteiro a 'Igreja Universal', com todas as Igrejas Unidas, na qual seriam incluídos também os judeus, os muçulmanos, os hindus, etc.(ecumenismo)

fonte http://www.fimdostempos.net/masterplan.html


(a biblia ainda cita o fim da igreja catolica em apocalipse,

IGREJA CATÓLICA - A prostituta do Apocalipse/

"Veio um dos sete anjos que tinham as sete taças e falou comigo, dizendo: «Vem cá e te mostrarei a sentença contra a grande prostituta, a que está sentada sobre muitas águas. Com ela fornicaram os reis da terra, e os habitantes da terra se têm embriagado com o vinho de sua fornicação». Levou-me no Espírito ao deserto, e vi a uma mulher sentada sobre uma besta escarlata cheia de nomes de blasfemia, que tinha sete cabeças e dez chifres. A mulher estava vestida de púrpura e escarlata, enfeitada de ouro, pedras preciosas e pérolas, e tinha na mão um cálice de ouro cheio de abominações e da imundicie de sua fornicação. Em sua fronte tinha um nome escrito, mistério: «Babilonia a grande, a mãe das prostitutaes e das abominações da terra . Vi à mulher embriagada com o sangue dos santos e do sangue dos mártires de Jesús. Quando a vi fiquei assombrado com grande assombro" (Apocalipse 17:1-6).
A profecia fala de uma mulher chamada Babilonia, e diz que ela está sentada sobre a besta de sete cabeças e dez chifres. Que tem que A ver com o império católico nascido no ano 380 d.C., e com Babilonia, império destruído no 539 a.C.



Igualmente São João, no Apocalipse, confirma: “Vi uma mulher sentada sobre o tapete escarlate, repleto de nomes blasfemos... Vestida estava a mulher de púrpura e escarlate, ricamente adornada de ouro e de pedras preciosas e de pérolas. Em sua mão segurava um cálice de ouro transbordante de abominações e de sujeiras de sua prostituição. Vi a mulher embriagada com o sangue dos santos e com o sangue das testemunhas de Jesus... As sete cabeças são sete montes sobre os quais a mulher se senta... (João, Apocalipse, 17).

Image and video hosting by TinyPic

Pois bem, um destes símbolos, mais especificamente da passagem citada é o nome Babilônia, que queria referir-se à Roma pagã. Sabemos que a Roma pagã por sua devassidão moral era comparada à antiga Babilônia.
Antes do Apocalipse, São Pedro em sua primeira epístola utilizou-se do mesmo termo para referir-se à Roma (1Pd 5, 13).

Como Deus não é um Deus de confusão, o Anjo do Senhor fornece mais detalhes que facilitam a identificação da Prostituta, a inimiga de Deus. Vejamos o restante do trecho:
O Anjo, porém, me disse: ‘Por que estás admirado? Explicar-te-ei o mistério da mulher e da Besta com sete cabeças e dez chifres que a carrega’. A Besta que viste existia, mas não existe mais; está para subir do Abismo, mas caminho para a perdição. Os habitantes da terra, cujos nomes não estão escritos no livro da vida desde a fundação do mundo, ficarão admirados ao ver a Besta, pois ela existia, não existe mais, mas reaparecerá. Aqui é necessário a inteligência que tem discernimento: as sete cabeças são sete montes sobre os quais a mulher está sentada.” (Ap 17, 7-9)

Pois bem!
É incorreto dizer que a prostituta que está sentada sobre os sete montes (que ficam na parte oriental) de Roma é a Igreja Católica, pois na época em que São João Evangelista redigiu o Apocalipse quem ali estava estabelecido era o Império Romano, que oprimia o povo de Deus.

São João estava, justamente, transmitindo a mensagem do Anjo ao povo de Deus, a fim de informar que a vitória dos cristãos contra o Império Romano era iminente:

“[os reis que a Prostituta possui, ou seja, os Imperadores Romanos] Farão guerra contra o Cordeiro, mas o Cordeiro os vencerá, porque ele é Senhor dos senhores e Rei dos reis, e com ele vencerão também os chamados, os escolhidos, os fiéis.” (Ap 17, 14)

0 comentários:

Blog Archive